terça-feira, 24 de março de 2009

VOCÊ CORTA AS UNHAS DOS SEUS AMIGOS?

Segue reportagem enviada por e-mail pela protetora Gláucia, sobre as unhas dos cães e gatos. Parece uma bobagem, mas é algo que pode vir a incomodá-los; tanto a falta de cuidado com elas, quanto o excesso de zelo. Leia a matéria.

Cães e gatos precisam de "manicure", dizem veterinários
24/03/2009
LEANDRO NOMURA
da Revista da Folha

Pequenas, delicadas e escondidas no meio dos pelos, as unhas de cães e gatos, às vezes, passam despercebidas da rotina de cuidados.

De acordo com a veterinária Tatiana Pelucio, coordenadora para assuntos profissionais do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo, os cuidados são fundamentais para a saúde dos animais. "As unhas dos cães, se muito compridas, podem levar a problemas de locomoção e até de crescimento, no caso dos filhotes."

No caso dos cães, a atenção deve começar pelo corte. "Os que vivem em quintais e que passeiam diariamente têm contato com pisos ásperos e apresentam um desgaste natural das unhas. Já os que vivem em apartamentos e no interior de casas têm contato apenas com pisos lisos. As unhas não se desgastam e devem ser cortadas com frequência", explica Tatiana, que enfatiza que o aparo deve ser feito somente por pessoas com prática.

Mirela Tinucci Costa, professora de medicina veterinária da Unesp de Jaboticabal, não vê exageros no cuidado.
"Quem não tem experiência pode cortar errado. As unhas dos cães têm uma parte viva no meio, que, se cortada, sangra e causa muita dor ao animal. Alguns cães têm a unha escura, e quem não tem experiência perde a referência do comprimento correto."

No caso dos gatos, o corte das unhas não é indicado, pois eles as utilizam para se fixarem. Para poupar os móveis e os proprietários dos arranhões, é indicado apenas que as unhas sejam lixadas nas pontas. Veterinários desaconselham cortar as unhas dos gatos.

Esmaltes e capas

Enquanto alguns donos se esquecem dos cuidados das unhas dos cães e dos gatos, outros vão ao outro extremo e chegam a pintá-las com esmalte, no caso dos cães, e a cobri-las com capinhas, nos gatos.
"As pessoas têm um animal e querem transformá-lo em bonecos. O benefício é zero e, se usados com constância, pode prejudicar a saúde dos bichos, pois não deixam a unha respirar", alerta Mirela.

3 comentários:

Priscila disse...

Gostaria de saber como posso fazer para minha cadelinha não nos machucar com sua unha, já que não é possível cortá-la devido aos vasos sanguineos (que chegam quase à extremidade das unhas). Pensei em colocar uma dessas capinhas, mas se também não é aconselhável, alguém conhece uma solução?

SOPAES disse...

Priscila, se você lixar, não dá certo? É o que sugere a resportagem.

Priscila disse...

Infelizmente lixar também não adianta, pelo mesmo motivo!!!
Conversei com a veterinária que atende minha cadelinha, e ela disse que, nesse caso, o mais recomendável é o uso das capinhas mesmo. O problema agora é encontrá-las.